quinta-feira, 18 de agosto de 2011

PARA REFLETIR ..........A COSTUREIRA QUE REMENDA RECORDAÇÕES


A COSTUREIRA QUE REMENDA RECORDAÇÕES






Ontem tive uma visita de uma cliente no meu atelier, uma portuguesa.
Trouxe-me um vestido para consertar.
Chegou devagarinho, pediu para sentar-se, e fez uma pergunta ?
Acreditas em sonho, consegues entende-los, Valquiria ?
Parei um pouco pensativa, fiquei a imaginar o por quê de tal pergunta.


O meu psicanalista disse-me que que nao sabia compreender os sonhos ! disse, e nesse desabafo senti que esperava uma resposta positiva.


Lembrei- me que ela havia me contado que sempre sonhava com um amor do passado, o seu primeiro amor.


Compreendi entao a questâo.
O rosto apreensivo diante de mim, esperava um sinal afim de compreender os devaneios do seu espirito, senti pena da minha amiga, do seu sofrimento e da sua falta de coragem.


Enquanto preparava o vestido, um vestido azul plissado, lindo, modelo dos anos 70,


Fui falando,.
Acho que o teu psicanalista entende sim o teu sonho, mas nao quer se expor nem falar do assunto pra nao ser acusado de estar colocando coisas na cabeça.


Como assim ? Perguntou-me.


Fatima, o fato de sonhares com esse rapaz, significa simplesmente que tens um assunto pendurado, na tua cabeça, uma situacao mal resolvida e que tu lamentas.


Ela arregalou os olhos, Nao, ! imagina. Sou casada e sou fiel !


Uma coisa nao tem nada a ver com a outra, disse-lhe.


Pensas, mesmo ?


Claro, o teu passado esta apresionado no teu subconsciente e nao consegues libertar-te, pois nao terminaste essa relacao de maneira definitiva, terminaste sem acabar e isso te martela o espirito e por isso estas a sonhar com ele hà tantos anos.


Ela abaixou os olhos e começou a relatar sua estoria.


Ouvi em silencio.


Namorava um rapaz da aldeia, pessoa simples mas um bom rapaz que dividia seu cotidiano com ela.
Um belo dia seu marido entrou no meio do caminho, ela muito jovem ainda se iludiu com as portas da liberdade e festas que esse ofereceu, ele a seduziu, e ela terminou com o namorado. O futuro marido a engravidou , casaram-se, mudaram de pais, e ela se viu na obrigacao moral de manter um lar, e a filha .


Apos o casamento a vida pintada de brilhos que esperava tornou-se obscura, as festas e os passeios viraram faxina, cozinha, cuidado com crianca e trabalho para ajudar no orçamento, o marido trocou as palavras doces por grosserias, o trocou « por favor » por verbo no imperativo, o machismo nao dava espaço ao argumento e aos direitos de mulher, tornou-se naturalmente, mae e mulher do marido.
Ponto.
Com amargura descobriu que nao amava o marido. Os sonhos começaram e arrependimento apoderou-se de si.


Enquanto isso em silencio comparava intimamente as atitudes do marido às do outro.
A partir dai passou a sonhar com o dito todas as noites. Em Portugal o outro sempre procurava um meio de acompanhar a sua trajetoria, através de uma amiga de ambos que servia de cupido.


Ela, Fatima, cheia dos preconceitos e tabus portugueses, cortou contato com a amiga para nao dar cordas ao naufragado, ou quem sabe pra nao cair na tentacao.
Reprimiu-se.
Tomou distancia. Esqueceu o telefone, mudou de endereço, mudou o proprio numero de telefone , evitou os lugares que frequentaram outra época às vezes que ia Portugal, enfim evitou cruzar com Olhos azuis com medo da cor e de seus efeitos, evitava o azul, nem roupas azuis comprava,.
Rasgou as fotos, jogou as lembranças na lixeira, fez tudo para apagar as lembranças. Deitava a cabeça no travesseiro e acordava esbaforida com a imagem que em vao tentou apagar da memoria, durante 30 anos, era feliz a noite e triste de dia .
Um belo dia vai a Portugal, um casamento.


Na igreja, entram os os pais do noivo, os padrinhos, a familia do noivo, a familia da noiva, os amigos dos noivos, ela na ala dos amigos, senta-se , levanta a cabeça ao altar afim de rezar e da com os grandes olhos azuis , pensou que fossem os da imagem, mas imagem olhava pro céu.


Eram os olhos dos sonhos e do passado que a perseguia durante anos interminaveis.
Fica palida como um papel, baixa os olhos, as forcas a abandona.
O marido pergunta-lhe se havia um problema, percebeu a palidez.


Nao, tudo bem, responde.
Mas nao conseguia mexer-se.
Os olhos azuis a consumiam.
O noivo entrou.
A musica tocou.
A noiva entrou radiante, aparentemente feliz.
Lembra-se do proprio casamento, também estava feliz, baixa os olhos e uma lagrima corre, o marido perguntou o porquê da làgrima.
Sempre choro em casamento, respondeu.
O marido silencio.
Ela continuou com as lagrimas, olhando o chao, com medo de levantar a cabeça e queimar-se com os olhos azuis.


Fim da cerimonia todos sairam.
Ela se apoia no braço da filha, pois sentia-se fraca.
Dirigem-se à festa.
Ela entra, o passo inibido.
Procura uma cadeira, senta-se, sente-se fraca.
Os olhos azuis a fuzilam de longe.
Nao pode suportar essa cor, levanta-se e vai ate uma sala, entra e da de cara com os Olhos Azuis que se dirige para ela. Perde as forcas e desmaia.


Olhos Azuis para surpreso, outra pessoa entra e corre até ela, a filha entra nesse momento ve a mae no chao, e Olhos Azuis paralizado, corre e chama o pai ,confusao , fecham as portas da sala para nao chamar atençao dos outros convidados, colocam-na num quarto, agua fria, alcool, nada a faz retornar, chamam a ambulancia, vai pro hospital.


Olhos Azuis nao se atreve a se aproximar, sente-se culpado, crê que foi o choque que a fez perder os sentidos.
No hospital dizem que ela esta com anemia, passa o resto do dia, sai no dia seguinte . Embarca no aviao e volta para casa.
Os olhos azuis sumiram , pensa que teve um sonho.
Ao chegar em casa desmaia de novo, levam-na ao hospital, exames, detectam-lhe um cancer linfatico. Comeca o tratamento, tiram-lhe o baço, metastase no utero, tiram-lhe o utero, metastase nos ossos, quimio, perde os cabelo, as sobrancelhas, faz radioterapia.


Dores e lagrimas de sofrimento e a noite os olhos azuis que a perseguem. Um dia o telefone toca.
Numero de Portugal desconhecido,
Alo ? Alo aqui é o Luiz, como estas ?
Como tens meu numero ? e desliga em solucos.
Troca o numero.
E continua o tratamento.
Passam-se os meses, param a quimio, os cabelos crescem. Seu estado geral melhora, os medicos continuam a acompanha-la, aposenta-se por invalidez nao pode trabalhar, nao tem forças.


Nao tem mais vida conjugal com o marido, acha que foi a quimio que tirou-lhe a vontade de sexo e secou-lhe as partes intimas, uma punicao, mas nao sente falta e ate se sente aliviada pois o sexo tornara-se uma tortura, agora o marido teria que aceitar a situaçao e se vira com as amantes mas isso nao lhe perturba nem lhe provoca ciumes, compreende que seu marido precisa de mulher.


Tres anos de tratamento.
Esta com 40 anos.
Nao faz sexo, o fantasma da doença tira-lhe o prazer de viver, cada 6 meses os medicos pedem exames de sangue e scanner, e a cada rconsulta o medo da resposta, de ouvir a condenaçao.


A noite sonha com o Olhos Azuis, martiriza-se porque nao pode expulsa-lo dos seus sonhos, evita dormir, mas quando o sono a derruba, dorme e faz amor com o Olhos Azuis é feliz.
Ao acordar, ve o marido na cama ao lado e sente-se infiel, mentirosa.
O marido nao sabe dos sonhos.


Culpabiliza-se, crê que o cancer é uma punicao de Deus pelo seu pecado secreto.
Sacode a cabeca, tentar convencer-se que sonhar nao é pecado, afinal nao entende o porquê desse sonho.
Fala ao psicanalista nada diz.


Encontra a costureira.
Aquela que coze pedaços com agulhas e linha.
Ela a ouve e costura.
Ao terminar a narrativa Fatima tem olhos cheios de lagrimas a cabeça baixa.
E talvez voce tenha razao .
Nao sou feliz.
Fiz um erro na minha vida e me dou conta que sempre amei o outro.
O que senti pelo meu marido foi paixao, mas sempre fui fiel a ele, juro pela minha filha ! O que me dizes ?


Te digo que a infelicidade provoca canceres e os desejos incontidos e recalcados nao podem ser expurgados da alma enquanto nao forem realizados.


Para se viver bem e evitar doencas da alma que contaminam e irradiam-se pelo corpo, é preciso ser feliz, eliminar os provocadores de tristeza e beber a agua do prazer.
Tente ser feliz e viver enquanto tens força, nao tenhas medo de ser feliz.


Ela agora chora, e sem me olhar me diz que o momento passou, agora é tarde, ela esta de novo com metastase no intistino, tem que recomeçar o tratamento.
Nao quer mais viver, esta cansada.


Me emociono, fico triste pela minha cliente.
Nao encontro muita palavras para lhe dizer,
Se nao consegues ser feliz acordada, Fatima, seja entao dormindo, ao menos um terço do teu dia, poderas sentir alegria.


Ela levanta-se e parte com seu vestido,em silencio.
Nao a vi mais.
Liguei e nao atendeu o telefone, pensei que nao devia ter-lhe dito o que disse, algumas pessoas nao estao preparadas para enfrentar os proprios pecados e tem medo do proprio desejo.
Gostaria de saber se estava melhor, em vao , nao consegui mais noticias, mentalizei melhoras .


Quatro anos passaram-se e muitos fatos que nos cercam evaporam-se, sao levados pelo vento e diluem-se no ar.
Praticamente esqueci a minha cliente Fatima, so de vez em quando lembrava de sua estoria me entristecia o espirito.


Um dia a porta se abre, um casal entra. Com licenca !.
Estou sentada à maquina, levanto os olhos, e surpresa, vejo a Fatima dentro do seu vestido anos 70 que eu havia consertado, toda de azul, fico assustada como se estivisse a ver um fantasma, pensei realmente que ela havia morrido, além do mais vestida de azul com aquela aparencia tranquila, calma, volatil, aperencia de alguém que vive a felicidade.


Como estas, ? desapareceste !
Telefonei varias vezes para ter noticias tuas ! !
Ela se desculpa, realmente nao pude te responder na época, estive em coma , hospital dos desenganados em Portugal, mudei-me.
Fiquei apreensiva.


Queria perguntar-lhe, mais detalhes mas a presença do marido, que apesar de discreto e permanecer na soleira da porta me inibia.
Mas, tua doença ?


Ela sorriu, estou curada, ainda faço controles anuais, mas nao descobriram mais nada, os medicos acham que estou curada, sorria tranquila, os olhos brilhavam.
Aproximei-me e a abracei.


Estava feliz por ela, mas no intimo pensava na sua estoria e nao acreditava na sua cura.
Ela se afastou, me olhou seria e …lembras do que me disseste ha 4 anos ?,
Fiquei silenciosa olhei em direcao ao homem de pé agora do lado de fora do atelier, e fiz sinal para falarmos outro dia, ela nao me deu atencao, e continuou.


Sai daqui com o coracao em pedaços e muito triste comigo mesma, mas decidida.
Fui pra casa, telefonei para o meu marido, pedi que viesse, precisavamos conversar.
Ele chegou e apos longa conversa pedi-lhe o divorcio.
Eu escutava, nao ousava perguntar nada.


Comuniquei-lhe que iria voltar para Portugal, perto da minha familia, ele nao contestou creio que no fundo estava aliviado com minha decisao, seria também sua liberdade.


Assim fez uma semana depois estava em Portugal com sua mae e deva entrada no hospital, o cancer estava se alastrando, ela nao acreditava mais na vida e deixou-se nas maos dos medicos, novos medicamentos, cirurgia, quimio novamente, o divorcio foi assinado, ela sai do hospital, sua filha faz companhia, leva-lhe ao hospital para fazer exames .


Um dia esta dormindo, sua filha entra no quarto e anuncia a presencça da antiga amiga. Sente o coracao apertar, as lembrancas estao ligadas a amiga cupido !
Magresa, as olheiras, nao consegue comer, as nauseas a consomem, a falta de cabelos, pensa que vai assustar a amiga.


A amiga entra, a olha tristemente, me evitaste todos esses anos Fatima !,
Ela nao quer se martirizar com o passado e desculpa-se com a amiga, tu sabes porquê. Fatima , trouxe uma visita pra voce, diz subitamente a amiga !


Fatima estremece, conhecendo a amiga , adivinha de quem se trata mas nao responde, a amiga levanta-se abre a porta Olhos Azuis entra, Fatima chora e se sente envergonhada da propria aparencia, mas esta se sentindo tranquila e em paz, prefere nao pensar na doença. Ele senta-se ao seu lado, amiga sai, fecha a porta, ele me abraça em silencio, nao dizemos nada, ficamos juntos eu me deixando invadir por seu calor e me sentindo ressuscitar.


A doença me acompanhou ainda por dois anos mas progressivamente os tumores foram desaparecendo, os medicos acreditam em milagre.


Meu milagre se realizou, hoje sou feliz diz com um sorrizo que deixava sair do seu espirito uma quantidade tanta de felicidade que me senti tocada de bem estar, quero te apresentar o meu milagre.


Ela vai ate a porta e me traz dois belos pares de olhos azuis como um ceu ensolarado. Compreendi o efeito do azul sobre a alma.


Fatima é feliz !






Continuo meu trabalho, remendo pedaços, muitas pessoas nao querem se desfazer das roupas, usam-nas como uma segunda pele, inconscientemente guardam o objeto que dividiu no passado um momento precioso e seja talvez a capa de um segredo, por isso trazem-no para a costureira costurar, restaurar e dar-lhe uma aparencia nova, e salvar um pedaço da sua estoria, das lembranças e ajudar a prolongar a propria vida.




ACHEI LINDA ESSA MENSAGEM COPIEI E PARTICIPO COM VOCÊS AMIGOS

FONTE: http://saintgermanchamavioleta.blogspot.com/


5 comentários:

  1. Como vai, tudo bem?
    Passeando pela net encontrei seu cantinho, quantas coisas lindas, parabens. Também tenho um depois passa lá para conhecer.
    Hoje eu vim aqui pedir uma grande gentileza. Estou participando de um concurso no blog da Edayne e preciso do seu voto. Meu trabalho é o número 7. A votação vai ate 28 agosto. Se puder me ajudar agradeço desde já. Muito obrigada. Bjs
    http://edaynepontocruz.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Amei amensagem da costureira que remenda retalhos
    me segurei para não chorar muito linda!!!

    ResponderExcluir
  3. Oi Bela querida

    Que mensagem profunda, acho que todos deveriam lê-la, e repensar suas vidas. Obrigada por partilhar.

    Fique com Deus!
    Beijinhos^_^

    ResponderExcluir
  4. Linda história de amor e cura
    Obrigada por compartilhar!

    ResponderExcluir
  5. Vim lhe fazer uma visita. Seu blog é maravilhoso, Parabéns! E também lhe convidar para conhecer meu blog.
    Que Deus lhe abençoe Sempre!
    Vera

    ResponderExcluir

Seu recadinho me deixa muito feliz....
Obrigadooooooooooooo

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...